Caruaru sedia I Fórum da População LGBT do município

Cerca de 50 representantes de diversas organizações voltadas à população LGBT de Caruaru estiveram reunidos na tarde desta terça (04) com o secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do município, Fernando Silva, e a secretária de Políticas para Mulheres, Perpétua Dantas, no I Fórum da População LGBT da cidade. Durante o encontro foi discutida a criação do regimento de formação do Conselho Municipal de Políticas para a População LGBT de Caruaru, como espaço permanente de debate e proposição de ações voltadas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

A reunião aconteceu na sede da Secretaria de Políticas para Mulheres, no bairro Maurício de Nassau, em Caruaru, onde estiveram presentes entidades, coletivos, ONG’s, grupos de extensão e pesquisa, sociedade civil, além de movimentos sociais que atuam na articulação, planejamento e execução de ações e projetos voltados para esse público específico. Na oportunidade o secretário Fernando Silva falou da importância do encontro: “Hoje conseguimos contar com diversas contribuições dos presentes na elaboração da minuta da lei que cria um conselho municipal voltado para o público LGBT. É do Interesse da prefeita Raquel Lyra fazer uma gestão participativa, por isso vamos fazer deste conselho um espaço de construção de novas políticas públicas voltadas para o segmento”, explicou.

Com a minuta da lei formulada durante o encontro, o próximo passo da secretaria será encaminhar as sugestões para a Procuradoria Municipal, que fará uma revisão final do texto para que ele possa, a partir daí, ser enviado para aprovação na Câmara de Vereadores. “O intuito é ter uma lei municipal que institua um conselho de discussão permanente entre a prefeitura e organizações que atuam no segmento LGBT, com políticas públicas voltadas para esta parcela da população que tem seus direitos humanos negados”, concluiu o secretário.

“Foi de total importância este fórum que abordou a criação do conselho e contou com a participação do governo municipal, que direcionou suas secretarias para estarem aqui. O conselho irá assegurar que os LGBT’s possam contar com políticas voltadas para eles através de financiamentos para eventos, seminários, encontros e também para a nossa organização como conselho propriamente dito”, afirmou a coordenadora da Associação de Travestis e Transexuais de Caruaru (Atraca), Stephane Fachine.