Governador autoriza aumento e promoções para polícias Civil e Científica
Governador autoriza aumento e promoções para polícias Civil e Científica

Em um momento delicado por conta da queda de braço com a Polícia Militar, o Governo de Pernambuco sancionou lei complementar que autoriza aumentos salariais e promoções para as polícias Civil e Científica. O acordo prevê aumentos já a partir de janeiro deste ano e também em 2018.

Um delegado, por exemplo, passa a receber um salário base de R$ 15.452, 07. Daqui a um ano, o valor subirá para R$ 17.769,89. Em dezembro de 2018, está previsto mais um aumento. O salário será de R$ 19.793,57. Isso para os delegados de primeira classe.

Os delegados especiais terão aumentos ainda maiores. A partir deste mês receberão pouco mais de R$ 19 mil. Em dezembro de 2018, o salário já ultrapassará R$ 26 mil. No total, três aumentos em menos de dois anos.

Os cargos de perito criminal e médico legista também terão três aumentos previstos pela lei complementar aprovada pelo governador Paulo Câmara. Passam a receber neste mês, bruto, R$ 4.578,82. Mas, daqui a um ano, o aumento será de 6% no valor atual. Em dezembro de 2018, haverá mais um aumento, entre 5% e 10%.

Todas as mudanças aprovadas para as polícias Civil e Científica foram publicadas no Diário Oficial do sábado (07).

Negociações com a PM

Enquanto isso, comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros negociam com o Governo do Estado aumentos salariais para a categoria e também melhores condições de trabalho. As associações dos militares pedem equiparação de salários com a Civil, mas o Governo já sinalizou que isso não será possível. A previsão é que até a primeira semana de fevereiro o impasse chegue ao fim.

Uma das propostas em análise é o aumento no valor das horas extras pagas aos policiais, no Programa de Jornada Extra (PJEs). 

Os policiais militares estão em operação padrão há mais de um mês, o que tem trazido prejuízos para a segurança do Estado.