Ato ecumênico celebra a Lei Áurea no Alto do Moura
Ato ecumênico celebra a Lei Áurea no Alto do Moura

Na última sexta (12) a Praça do Artesão, no Alto do Moura, em Caruaru, sediou o evento Caruaru de Pretos e Pretas, em celebração ao dia 13 de maio de 1888, que marca a assinatura da Lei Áurea no Brasil, de abolição à escravatura negra. A homenagem foi também em reverência ao Dia dos Pretos Velhos, os ancestrais da cultura africana, comemorado no dia 13. O ponto alto do evento foi o ato ecumênico realizado pelo padre Everaldo Fernandes, representando a igreja cristã, e o Babalorixá Ivan Moreira, representando o Candomblé e demais religiões de matriz africana.

Além da parte religiosa, a programação contou com apresentações culturais do Coletivo Cultural Afro Brasileiro Bará Asá, do Grupo Cultural do Alto do Moura, do grupo Ilê Axé Xangô Airá, do grupo Jurema Preta e do cantor Colibri Brasil. A poeta Valéria Sabóia fez a declamação do poema Navio Negreiro, de Castro Alves.