"O pior na economia já passou", diz ministro Henrique Meirelles

Em entrevista à Coluna do Estadão, nesse domingo (15), o ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou que, na avaliação do governo, o Brasil vai crescer no primeiro trimestre deste ano. Segundo ele, a fase mais crítica da crise econômica já passou.

"Certamente, o pior na economia já passou. Tivemos um quarto trimestre (de 2016) ainda sofrendo os efeitos da recessão que encontramos ao assumir. Mas já estamos vendo uma recuperação em andamento no primeiro trimestre de 2017", explicou.

Segundo Meirelles, a recuperação se deve a redução de juros e ao fato de o país estar ''enfrentando as questões fundamentais que geraram a recessão''. 

"O Brasil está enfrentando as questões fundamentais que geraram a recessão, da qual apenas agora estamos conseguindo sair. Foi aprovada a PEC do Teto dos Gastos, que dá o parâmetro para todo o restante. Em seguida, tivemos aprovada pela CCJ da Câmara a admissibilidade da reforma previdenciária. Então, as causas macroeconômicas que geraram o desequilíbrio da economia, que geraram dúvidas sobre a solvência do Brasil e do Estado brasileiro e que, portanto, geraram esse mergulho aonde estamos, foram equacionado com a PEC e com a reforma da Previdência", afirmou.

Desemprego ainda deve subir

De acordo com o ministro, o emprego reage de maneira defasada em relação à atividade econômica e ainda pode aumentar neste primeiro semestre. "Já estamos crescendo nesse trimestre e, no entanto, o desemprego ainda sobe um pouquinho. Devemos ter a recuperação do emprego apenas no segundo semestre."