Civil conclui primeiro inquérito da Hipócrates

Em coletiva realizada na manhã da última sexta-feira (27), na sede da Delegacia Regional de Caruaru, entre os bairros Boa Vista I e II, a Polícia Civil, juntamente com o Ministério Público, apresentou detalhes do primeiro inquérito concluído da “Hipócrates”. Desencadeada no dia 11 deste mês, nas cidades de Caruaru, Agrestina, São Caetano, Tacaimbó e Recife, a operação desarticulou uma extensa organização criminosa que vinha atuando principalmente nas dependências do Hospital Regional do Agreste. Composta por médicos, auxiliares de enfermagem, um chefe de enfermagem e uma comerciante, a quadrilha estaria utilizando-se do desespero dos pacientes da unidade para cobrar por serviços garantidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Ao todo, na Hipócrates, foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva, três de condução coercitiva e 16 de busca e apreensão. Doze supostos integrantes acabaram sendo indiciados. As novidades desta última em relação à primeira coletiva - realizada no dia 12 deste mês - ficaram por conta da inclusão, como suspeito, do nome do médico Marcos Bezerra e do agora co-líder e não mais apenas integrante, o médico Pablo Thiago. Este último, segundo as investigações da polícia, comandava, em conjunto com o chefe de enfermagem do HRA, Thiago Emanuel, o esquema de captação de pacientes.

Mais detalhes no Jornal VANGUARDA desta sábado (28).

Por Pedro Augusto